Redação

22 março 2021

Nenhum comentário

A Calourada tá ON! 

As famosas calouradas foram reinventadas nesse início de 2021
A calourada tá diferente!  Com a pandemia e a necessidade de distanciamento social, o início das aulas em 2021 nas universidades, sempre marcadas por festas, integração e trotes, teve que ser adaptado. Além dos calendários estarem bastante bagunçados, principalmente nas universidades públicas, já que muitas estão finalizando o ano letivo de 2020 esse ano, o modo on-line entrou em “campo”.
 
Para Marcola Garcia, diretor de Atléticas da UEE-SP, o ambiente virtual e a programação de atividades remotas para recepcionar os estudantes não são, simplesmente, eventos para “cumprir tabela”, e sim uma maneira de criar laços e ambientalizar o estudante recém-chegado, mesmo que não dê para fazer um “vira”, depois de um dia de trotes.
 
 
“A recepção é o primeiro contato que os estudantes têm na universidade. Ele conhece os Centros Acadêmicos, o DCE, as Atléticas e conhece a universidade e novas pessoas.  As atividades on-line, adaptadas para a realidade que estamos atravessando, tem cumprido esse papel e ajudado bastante os calouros”, observa Marcola.
 
De acordo com o diretor, as Atléticas estão se adaptando desde o ano passado, em que já realizaram uma série de atividades de integração e campeonatos à distância. 
 
A estudante de Relações Internacionais da FACAMP, Julia Maria Turcato Milan, que é membra da  AAAAFS (Associação Atlética Acadêmica Adhemar Ferreira da Silva), conta que a adaptação da calourada à distância funcionou muito bem, apesar dos desafios impostos pela suspensão das aulas presenciais.
“Já procuramos pelos calouros após as matrículas, os convidamos a participar do grupos do Whatsapp e utilizamos o nosso esquema já tradicional de apadrinhamento de calouros, em que cada veterano é responsável por um grupo de ‘bixos’ “, explica.
 
Julia foi madrinha de três estudantes, por exemplo, e as chamava para conversas no particular, em que tirava dúvidas de materiais para os cursos, moradia entre outras dúvidas.
” Esse processo já acontecia em outros anos, mas, agora, nesse momento foi muito importante para integrá-los e acolhê-los na vida universitária. Criamos vínculo e muitos deles já querem repetir o sistema no próximo, se tornando padrinhos também”, ressalta a estudante , reiterando a importância da recepção.
(Evento da AAAAFS- FACAMP)
Na primeira semana de aula, no início de março, a Atlética também realizou eventos on-line com campeonato de jogos virtuais, among us, stop e a gincana do “Jogo do Gugu”, aquele em que um líder escolhe algo para as equipes buscarem em casa e pontua  a que encontrar primeiro. O balanço, para a estudante, foi de um evento muito especial com uma adesão maior que a esperada. 
 
Já pelo Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da USP, a mais antiga entidade estudantil do Brasil, sem o tradicional Porão da SanFran, a integração da entidade com os calouros aconteceu pelo Google Meet. No mesmo estilo também foi a apresentação do Centro Acadêmico Leão XIII, da FEA  (Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciências Atuariais) da PUC-SP, aos calouros interessados em construir a entidade. 
 
Na FATEC, em que as calouradas organizadas pelo DCE FATEC e que costumam durar mais de quinze dias para percorrer diversos campi pelo estado de São Paulo, a recepção foi ao estilo do movimento estudantil: com mobilização. ” Os estudantes, tanto veteranos quanto calouros, se manifestaram  para que as aulas não voltassem em presencial devido a situação sanitária que atravessamos.”, conta Leo Argollo, presidente do DCE FATEC.
 
Após várias reuniões on-line, abaixo assinados, as aulas presenciais foram suspensas no início do ano.
Argollo conta que muitos calouros, nessa ocasiã,o se aproximaram dos veteranos e da entidade representativa.
 
Universidades se adaptam
 
A Unicamp realizou no último dia 15 uma calourada em formato virtual para dar boas vindas aos estudantes. Famosa por recepções grandes, dessa vez as mesas de debate on-line foram a parte principal da programação. 
Com a participação do reitor Marcelo Knobel, rolaram debates sobre e permanência estudantil, atuação da universidade combate à pandemia, mudanças climáticas, além de orientação sobre as plataformas para aulas remotas.
 
Na Unilavras, em Lavras (MG), saindo do território paulista, o evento de recepção foi bastante criativo e colocou os estudantes veteranos como tutores. Por meio de uma transmissão pela página do Youtube da instituição, além de atividades de música e dança, rolaram tutoriais de maquiagem, apresentado pelas estudantes de estética e de “como preparar uma sanduíche”, com dicas dos alunos de gastronomia, para suportar a barra dos anos universitários, sem perrengue. 
 
#FicaaDica: À distância, mas com xaveco!
Na falta de uma Calourada, manter os “crush” faz bem! Tem universidade utilizando o Spotted, o “Correio Elegante Virtual”, como uma forma de driblar a solidão. 
Na FFlCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas) da USP, o spotted é feito via Google Forms, e tem declarações, recados e desabafos e muito “adiciona aí”!

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 18 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.