admin

29 abril 2014

Nenhum comentário

A TAGUÁ É NOSSA

Imagine a Rua Taguá fechada para os estudantes?

Um projeto inovador de adequação da cidade, idealizado pela UEE São Paulo, já está em andamento. “A Taguá é Nossa”: a rua livre para os estudantes!” Tem o objetivo de fechar para o trânsito a famosa rua no bairro da Liberdade, na região central da capital.

Além disso, ela seria revitalizada, com mais iluminação, coleta de lixo adequada, tornando-se um espaço cultural e de integração para os estudantes.

A ideia surgiu devido ao caos diário que acontece no local:  milhares de estudantes passam  na rua, tentam se espremer nas calçadas e acabam por ocupar a rua, disputando espaço com carros sem qualquer segurança.

Na região da Liberdade, entre a Rua Taguá e o Corredor Vergueiro  existem mais de 15 campus de universidades privadas, sendo assim um dos maiores conglomerados em ensino superior do mundo.

O projeto já foi apresentando ao Prefeito Fernando Haddad, na última reunião realizada com dirigentes da UEE São Paulo e representantes do movimento estudantil da UNE, UPES, DCE”s e CA’s de universidades de São Paulo

 Também participaram  os secretários Leonardo Barchini (Relações Internacionais), Rogério Sotili (Direitos Humanos), Cesar Callegari(Educação) e o sub-prefeito da Sé, Alcides Amazonas.

 O prefeito se comprometeu a dialogar com a CET para transformar a Taguá num calçadão universitário e criar também um restaurante popular Bom Prato no local para reduzir os gastos com alimentação.

Os espaços de integração são importantes para a vida universitária. Nas faculdades particulares esses locais não existem, por isso ocupar as ruas é uma necessidade. A ideia de tornar a Rua Taguá, enfim, esse espaço que falta, é a cidade dialogando com a sua juventude”, afirma Carina Vitral, presidenta da UEE São Paulo.

A primeira experiência com o fechamento da rua aconteceu durante o desfile do Bloco de Carnaval da UEE São Paulo, o “Se essa rua fosse minha”, e com  a parceria com a CET de para se ter uma prévia do quanto satisfatório será para os estudantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *