admin

31 Maio 2014

Nenhum comentário

COBERTURA: Primeiro dia do CEE tem auditório lotado na Unip

Participantes falam da importância da assistência estudantil e do projeto do Corredor Vergueiro

Na noite dessa sexta-feira, dia 30.05, foi dada a largada para o maior encontro de estudantes do estado de São Paulo.

O auditório da UNIP – Vergueiro ficou lotado de alunos da universidade e estudantes de diversas cidades e da capital.

Na abertura o tema central foi uma década do ProUni, o Programa Universidade para todos, criado em 2004.

No debate, mediado por Carina Vitral, presidenta da UEE Sào Paulo, 10 anos do ProUni: avançar na permanência dos estudantes, o deputado federal Gustavo Petta, que na época da implantação do programa, era presidente da UNE ( União Nacional dos Estudantes) , comemorou os números ( mais de 1 milhão de beneficiados) e explicou sobre a necessidade em expansão da bolsa permanência –  que atualmente é voltada apenas para alunos que estudam mais de seis horas.

Ou seja, aqueles que estudam apenas no período noturno acabam tem uma vida universitária ainda muito cara, por isso acontecem tantas desistências.

Petta ainda deu apoio total ao projeto de revitalização do Corredor Vergueiro,

que inclui criação da Praça Universitária, que contará com bandejão, creche universitária e concha acústica.

O sub-prefeito da Sé, Alcides Amazonas, representando o Prefeito Fernando Haddad,  deu boas notícias aos estudantes. “A prefeitura se compromete a dar andamento nesse projeto. Já estudamos a área e com certeza, a implantação desse local para os estudantes  irá mudar a vida de muitos estudantes, e servirá de exemplo”, disse Amazonas.

Na mesa, ainda participaram Marcio Bico, presidente do DCE da UNIP, Virginia Barros, presidenta da UNE, Barbara Melo, presidenta da UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas), Angela Meyer, presidenta da UPES (União Paulista dos Estudantes Secundaristas)  e Tamara Naiz, presidenta da ANPG ( Associação Nacional dos Pos Graduandos), que disse sobre a necessidade de avançar também na graduação, e ter uma regulamentação e mais direitos.

“Atualmente a pós graduação é totalmente elitizada, Acreditamos que com a aprovação do Programa Nacional de Educação, essa etapa da formação seja mais democrática, expandindo o apoio à pesquisa, facilitando o acesso à essa etapa da formação, essencial para o desenvolvimento do país”, explica a presidenta.

Nesse sábado, dia 31.05,o CEE terá mesas de debates, oficinas e confraternização.

Fotos por Antônio Carlos Bertagnoli

 

Por Sara Puerta

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.